Pandemia de coronavírus leva ao adiamento da operação de radares de trânsito em Presidente Prudente

Radares de trânsito começarão a resultar em multas por excesso de velocidade a partir de 1º de maio em Presidente Prudente, segundo a Prefeitura Wellington Roberto/G1 A Prefeitura de Presidente Prudente (SP) anunciou na tarde desta quinta-feira (26) o adiamento, por 15 dias, do início da operação dos novos radares de trânsito na cidade em razão do envolvimento prioritário das equipes de servidores municipais nas ações de prevenção da propagação do coronavírus. A previsão do Poder Executivo era de que os equipamentos de controle eletrônico da velocidade dos veículos em circulação na cidade começassem a funcionar em "caráter educativo", ou seja, sem a aplicação de multas, na próxima quarta-feira (1°), porém, com a decisão do adiamento, a operação dos radares foi remanejada para o dia 15 de abril. Como o chamado “caráter educativo” terá uma vigência de 15 dias, a aplicação de multas pelos radares passará a valer, efetivamente, a partir de 1º de maio, segundo a Prefeitura. Após esse período, os condutores de veículos que trafegarem acima da velocidade permitida serão autuados por infração de trânsito. No total, a cidade contará com 21 pontos de fiscalização eletrônica. Nos 19 pontos fixos com radares, a velocidade máxima permitida é de 60km/h.

Já nas duas lombadas eletrônicas, o limite é de 40km/h. Os aparelhos são fixos, sustentados por postes, a aferirem eletronicamente a velocidade dos veículos que transitam pelas vias da cidade nas quais estão instalados. A contratação dos radares se dá a um custo de R$ 1.299.000,00 aos cofres públicos municipais, mas a Prefeitura garantiu ao G1 que a instalação dos aparelhos não visa à arrecadação de recursos. “Os radares não possuem finalidade arrecadatória, mas sim educativa, prevenindo acidentes e poupando vidas”, enfatizou. Presidente Prudente já contou com o funcionamento de radares de trânsito entre os anos de 2015 e 2017, mas o prefeito Nelson Roberto Bugalho (PSDB) decidiu não prosseguir com o serviço. Em 2019, a Prefeitura abriu uma nova licitação para a instalação de um sistema de fiscalização eletrônica e uma empresa de Votorantim (SP) saiu-se vencedora da disputa com uma proposta de R$ 1.299.000,00. Veja abaixo a lista dos 21 pontos de fiscalização eletrônica do trânsito em Presidente Prudente: Estrada Municipal Raimundo Maiolini, km 5,900 Avenida Tancredo Neves, nº 320 Avenida Comendador Alberto Bonfiglioli, 460 Avenida Manoel Goulart, 2.106 Avenida da Saudade, 1.551 Avenida Manoel Goulart x Rua Hugo Miele Avenida Brasil x Rua Nações Unidas Avenida Manoel Goulart, 3.403 Avenida Ana Jacinta, 1.130 Avenida Washington Luiz x Rua 15 de Novembro Avenida Alvino Gomes Teixeira, 2.899 Avenida Coronel José Soares Marcondes x Avenida Marechal Deodoro Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, 2.860 Avenida Coronel José Soares Marcondes, 3.657 Avenida Miguel Damha, 225+370m Avenida Brasil, 3.020 Avenida Manoel Goulart, 4.538 Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, 6.886 Rodovia Artur Boigues Filho, km 6 Avenida Manoel Goulart, 928 (lombada eletrônica) Avenida 14 de Setembro, 2.090 (lombada eletrônica) Initial plugin text Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.

Categoria:SP - Prudente e região